Agrishow faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

shutterstock_228258223.jpg

Turismo rural: como empreender nesse setor que só cresce?

Além da produção agropecuária, o campo vem se tornando um palco de novas atividades, caso do turismo rural.

O Turismo Rural é, dentre os diversos segmentos turísticos, um dos que mais cresce em razão de todas suas belezas naturais, cultura, história e até um cheiro de terra único e diferenciado.

Apesar de não existirem dados atualizados, o Brasil - com seu turismo ambiental, artístico, histórico, culinário e vivencial – cresceu muito nessa área, mas certamente ainda tem muito a evoluir.

Neste cenário, muitas fazendas e propriedades rurais buscam deixar de ser somente produtores de matéria-prima, para investir no desenvolvimento de atividades não-agrícolas, caso do turismo rural.

Mas, assim como ocorre com qualquer atividade, para investir no turismo rural é preciso ter um excelente planejamento, além de trabalhar muito duro. Veja então algumas dicas para não errar e empreender nesse setor que não para de crescer no Brasil.

Agri_bannerDig_Ingresso1oLote_320x50.png

Como implantar o turismo rural na sua propriedade?

Para quem pretende diversificar sua atividade e acredita que sua propriedade apresenta qualidades e características potenciais, tem no turismo rural uma excelente opção, como ressalta Luciane Quadro, turismologa e consultora de negócios Turísticos da Quadro Consultoria em Turismo.

Investir no turismo rural é uma boa forma de gerar mais renda, principalmente por ser um segmento do turismo que está crescendo muito e que apresenta números positivos de faturamento”, diz.

Segundo a consultora de negócios Turísticos da Quadro Consultoria em Turismo o turismo rural ainda permite:

  • Aumenta a receita com venda de produtos (geleias, biscoitos, pães, queijos, cachaças, vinhos, artesanato, etc);
  • Gera mais renda com atividades baseadas em experiências, que têm valor agregado maior;
  • Recupera espaços preciosos e valoriza a propriedade;
  • Diminui a ociosidade;
  • Reduz custos de manutenção da propriedade rural;
  • Contribui com a preservação da cultura e do meio ambiente;
  • Gera empregos; e
  • Diminui o êxodo rural.

Mas, para aproveitar essas oportunidades, a turismologa explica que é preciso adequar a propriedade e a forma de gestão para, assim, atender os turistas da melhor forma.

Luciana cita que é preciso primeiro, adequar a propriedade para receber os turistas. “Precisamos organizar os espaços onde a prática do turismo rural acontecerá, precisamos também cuidar com a harmonização de todo o empreendimento, e, principalmente, precisamos preparar os colaboradores para servir e acolher bem os visitantes”.

Programe-sua-viagem_320x50.png

Já para quem tem condições de investir mais para tornar sua propriedade um importante atrativo turístico rural, Luciane diz que o empreendedor pode trabalhar com outros passos importantes, como:

  • Criação de visitas guiadas ou autoguiadas;
  • Espaço kids;
  • Adaptação de hospedagem rural;
  • Design de serviços,
  • Formatação de produtos turísticos com base no turismo de experiência;
  • Planejamento da divulgação, onde se incluem as estratégias de marketing digital.

É preciso entender os desejos e anseios do turista rural

Com números tão positivos e um mercado em amplo crescimento, investir em turismo rural certamente é um caminho lucrativo e bastante vantajoso. Mas para isso é preciso entender o que esse turista deseja.

Quem gosta de fazer turismo rural está buscando atender suas necessidades por sossego, ar puro, paz, contato direto com a natureza, interação com animais e plantações”, diz Luciane.

Ela ainda explica que esse tipo de turista busca também alimentação típica e saudável, além de contato com o dia a dia das pessoas do lugar. “Buscam também o rústico, mas com capricho e conforto”, complementa Luciane.

Além desses anseios do turista, Luciana explica que a escolha por um tipo de turismo depende do perfil da pessoa e o que a motiva viajar.  “Muitas vezes uma pessoa, quando escolhe um destino turístico, faz diversos tipos de turismo ao mesmo tempo. Por exemplo, ela pode combinar atividades que possibilitem fazer turismo rural com o de aventura e gastronômico”, diz.

Diante disso, é muito importante que o proprietário rural que pretende empreender no turismo rural assuma essa atividade como um negócio, e realize todas as ações necessárias de gestão exigidas por ele.

Para isso, Luciane  diz que para crescer no setor turístico e se tornar referência é imprescindível desenvolver diversas habilidades, como:

  • Aumentar conhecimento técnico sobre negócios turísticos;
  • Aprimorar a comunicação e se adaptar as novas tecnologias;
  • Aprender um novo idioma;
  • Ter organização e fechar parcerias para desenvolver habilidades interpessoais.

Para empreender nesse setor é preciso ter planejamento e persistência, além da convicção de que são pessoas que proporcionam experiências para pessoas, portanto investir na equipe é fundamental”, finaliza a turismologa.

Existe maneira melhor de receber visitas do que com um café? baixe nosso material exclusivo e gratuito sobre cafés gourmet para melhroar essa experiência! 

 

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro da Agrishow lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar