Gestão

Entenda quais são os desafios da sucessão familiar

Além dos aspectos que contribuem com o sucesso da sucessão familiar, há ainda alguns desafios que precisam ser melhor resolvidos para que todo o processo de transmissão de bens e gestão seja o mais eficaz possível.

Segundo o professor do curso de PME do Proced/FIA (Fundação Instituto de Administração), Armando Lorenzo, os quatro desafios mais importantes são:

  1. Entender a importância da descentralização dos fundadores dando mais “poder” e responsabilidades aos sucessores;
  2. Preparação dos sucessores;
  3. Evitar, ao máximo os conflitos familiares; e
  4. Implementação de um sistema de governança corporativa, sem retirar os aspectos de ordem emocional e pessoal.

Dessa forma, quando superados esses desafios, as possibilidades de uma sucessão familiar mais amena e vantajosa para a agroindústria aumentam significativamente.

Toda sucessão passa por problemas

Uma sucessão que ocorreu sem problemas é algo raro”, afirma Lorenzo.

Segundo o professor, o processo é longo e envolve muita humildade e parcerias entre os membros da família e da sociedade. Por isso, ele explica que não há uma única dica para que a sucessão seja eficiente.

Mas começar o processo de sucessão em vida (dos fundadores e fundadoras) pode fazer uma imensa diferença. Lorenzo explica que o desafio é grande na medida em que apenas 33% das empresas familiares terão sucesso na transferência de comando da primeira para a segunda geração.

Porém, estudos preliminares indicam que este número pode aumentar para 62% se houver um planejamento e execução do plano sucessório de qualidade e efetivo, sempre realizado em vida.

Neste caso, nunca devemos pensar que a sucessão em vida significa que o pai ou a mãe irão morrer nos próximos dias ou meses, e sim que o negócio irá se manter por anos e mais anos.

Mas notemos que 62% é um número maior que os 33%, mas ainda restarão 38% dos casos com possibilidade de insucesso e geralmente causados em razão de problemas pessoais e emocionais”.

Assim, a dica principal é: o dono do negócio e seu sucessor devem andar lado a lado, respeitando o perfil e as características um do outro, para que possam extrair o melhor dessa vivência, garantindo uma boa transição do negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *