Agrishow faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Entenda mais sobre a baixa emissão de carbono na agricultura.jpg

Entenda mais sobre a baixa emissão de carbono na agricultura

Saiba como garantir uma agricultura de baixa emissão de carbono e veja quais são os sistemas que englobam o famoso plano ABC.

Você sabia que o agronegócio brasileiro responde por 30% das emissões brasileiras e 7% das emissões globais de gases de efeito estufa? Pode não ser muito, mas mesmo assim vale criar soluções para reduzir isso. Para enfrentar este cenário, o produtor brasileiro tem à disposição o Plano de Agricultura de Baixa Carbono, conhecido como plano ABC, que visa reduzir a emissão de carbono na atmosfera.

Considerada a melhor estratégia para transformar o setor em um exemplo de produção sustentável e com baixa emissão de carbono, o plano ABC é uma política pública que visa promover a ampliação da adoção de tecnologias agropecuárias sustentáveis que ajudem a mitigar as emissões de GEEs.

Mas você sabe o que é a agricultura de baixo carbono e quais são os sistemas sustentáveis de produção que todo produtor pode adotar para conquistar isso? É isso que você vai descobrir neste artigo!

O que é o plano de agricultura de baixa emissão de carbono?

O Plano ABC, oficialmente denominado "Plano Setorial de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas para a Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura", é um dos planos setoriais estabelecidos em conformidade com a Política Nacional sobre Mudança do Clima (Lei Federal 12.167/2009) como parte da estratégia do Estado Brasileiro na mitigação da emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) e no combate ao Aquecimento Global.

Segundo o espaço temático da Embrapa sobre o tema, a sigla "ABC" vem da união das iniciais das palavras "Agricultura de Baixo Carbono". “Esse termo inicialmente foi adotado para identificar as ações de mitigação de emissão de GEE na agropecuária”, dizem os pesquisadores da Embrapa nessa área.

O mesmo material diz que, posteriormente, se adicionou a palavra "emissão", modificando a expressão para "Agricultura de Baixa Emissão de Carbono", mas por questões didáticas e para facilitar a comunicação, manteve-se a sigla "ABC" para descrever o plano brasileiro de mitigação de emissões de GEE na agropecuária.

Assim, o plano ABC é uma política pública que tem o objetivo de garantir o aperfeiçoamento contínuo e sustentado das práticas de manejo que reduzam a emissão dos gases do efeito estufa.

Quais os objetivos do plano ABC?

Como vimos anteriormente, o objetivo geral do Plano ABC é promover a mitigação da emissão de GEE na agricultura, melhorando a eficiência no uso de recursos naturais, aumentando a resiliência de sistemas produtivos e de comunidades rurais, dando a possibilidade que o setor agropecuário possa de adaptar às mudanças climáticas.

Dessa forma, segundo a Embrapa, os objetivos específicos do Plano ABC são:

  • Contribuir para a consecução dos compromissos de redução da emissão de GEE assumidos voluntariamente pelo Brasil;
  • Garantir o aperfeiçoamento contínuo e sustentado das práticas de manejo nos diversos setores da agricultura brasileira que possam vir a reduzir a emissão dos GEE e, adicionalmente, aumentar a fixação atmosférica de CO2 na vegetação e no solo dos setores da agricultura brasileira;
  • Incentivar a adoção de Sistemas de Produção Sustentáveis. “Estes sistemas devem assegurar a redução de emissões de GEE e elevar simultaneamente a renda dos produtores”, dizem os pesquisadores;
  • Incentivar o uso de Tratamento de Dejetos Animais para geração de biogás e de compostos orgânicos;
  • Incentivar os estudos e a aplicação de técnicas de adaptação de plantas, de sistemas produtivos e de comunidades rurais aos novos cenários de aquecimento atmosférico, em especial aqueles de maior vulnerabilidade; e
  • Promover esforços para reduzir o desmatamento de florestas decorrente dos avanços da pecuária e de outros fatores.

Como o plano ABC funciona na prática?

Segundo consta no Espaço Temático da Agricultura de Baixa Emissão de Carbono da Embrapa, os compromissos estabelecidos no Plano ABC se referem à expansão da adoção ou uso de tecnologias que podem ser adotadas para mitigar emissões de GEE, e em contrapartida, promover a retenção ou remoção de CO2 na biomassa e no solo.

Este plano trata, portanto, de um conjunto de ações que promovem "baixa" emissão de GEE pelo setor agropecuário, e não "nula" emissão, o que é impossível na prática”, diz a Embrapa.

Em resumo, o Plano ABC tem por objetivo garantir o aperfeiçoamento contínuo e sustentado das práticas de manejo que reduzam a emissão dos GEE e adicionalmente que aumentem a fixação atmosférica de CO2 na vegetação e no solo dos setores da agricultura brasileira.

Para conquistar isso, a Embrapa ressalta que o Plano ABC está estruturado em sete Programas:

1) Recuperação de Pastagens Degradadas;

2) Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF);

3) Sistema Plantio Direto (SPD);

4) Fixação Biológica de Nitrogênio (FBN);

5) Florestas Plantadas;

6) Tratamento de Dejetos Animais; e,

7) Adaptação à Mudança do Clima.

Programa ABC: A linha de crédito específica do Plano ABC

Além disso, visando redução na emissão de carbono na atmosfera, todo agricultor (pequeno, médio e grande) pode adotar estratégias e medidas que visem mitigar a emissão de carbono e reduzir as consequências no efeito estufa.

Neste plano estão previstas diversas ações para cada um destes programas, envolvendo: divulgação, capacitação de técnicos e produtores, transferência de tecnologia, pesquisa e desenvolvimento, regularização fundiária e ambiental, linhas de crédito para fomento à produção sustentável, produção e distribuição de mudas florestais, disponibilização de insumos para agricultores familiares, contratação de assistência técnica, entre outras”, completam os pesquisadores da Embrapa.

Além disso, produtores brasileiros têm à disposição o Programa ABC (Programa de Agricultura de Baixo Carbono). Este programa é caracterizado por linhas de crédito específicas que financiam sistemas sustentáveis de produção agropecuária.

Esses programas promovem a:

  • Redução ou sequestro das emissões de gases de efeito estufa (GEE).
  • Produção de vegetação e biomassa.
  • Produção de alimentos.
  • Preservação do meio ambiente.

Dessa forma, está claro que com a adoção de técnicas e de sistemas de produção mais sustentáveis além da é possível aumentar a produtividade e reduzir as emissões de gases do efeito estufa.

 

 

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar