Agrishow faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Tudo sobre o uso do sistema de piloto automático em tratores

Tudo sobre o uso do sistema de piloto automático em tratores.jpg
Saiba como funciona e veja quais são as vantagens do piloto automático em tratores e como aproveitar os benefícios.

Não faz muito tempo que o conceito de um trator que percorre a plantação de forma automática fazia era apenas uma tendência e muito distante da atual realidade. Porém, na agricultura atual o uso do GPS está se tornando comum na comunidade agrícola, com vários sistemas de piloto automático em tratores sendo parte de uma realidade.

Não importa se você está plantando ou colhendo ou qual é lavoura em que o trator é utilizado. Em algum momento os tratores com piloto automático vão auxiliar agricultores em suas necessidades, otimizando a produção e aumentando a eficiência.

Mas você sabe como funciona o piloto automático em tratores? E as principais vantagens quando utilizamos essa tecnologia, você sabe quais são? Veja isso e muito mais a seguir.

Como funcionam os sistemas de piloto automático em tratores?

Na área do agronegócio, a tecnologia em todos seus aspectos vem em uma crescente evolução com desenvolvimento de produtos e soluções que trazem aumento de produtividade e redução de custos.

Dessa forma, o sistema de piloto automático em tratores representa uma das principais evoluções. Esses sistemas funcionam por meio de uma antena instalada no teto das máquinas que recebe os sinais de satélite vindos do GPS.

Segundo Maurício de Menezes, gerente de Marketing Tático da John Deere no Brasil, o piloto automático se baseia no uso de um receptor e um sistema de direção da máquina.

De forma geral, seu funcionamento baseia-se na utilização de um dispositivo GNSS (receptor), que envia informações de posicionamento georreferenciadas ao sistema de direção da máquina, fazendo com que ela siga um caminho pré-determinado, sem a interação do operador”, explica.

Por meio do piloto automático, a máquina se guia automaticamente pelo campo, seguindo com perfeição o caminho definido no sistema de guia.

Principais benefícios do piloto automático em tratores

O retorno econômico obtido com o aumento da eficiência do campo é, sem dúvidas, o principal benefício do piloto automático em tratores. Mas é claro que há uma série de outros benefícios que essa tecnologia pode trazer para o usuário final.

Entre esses benefícios, Menezes cita a maior produtividade da máquina como o mais importante deles. “O piloto automático aperfeiçoa as manobras e permite a execução das tarefas que podem até ser planejadas previamente no escritório levando em consideração fatores que o operador na cabine não conseguiria avaliar”, explica.

Outra grande vantagem indicada pelo gerente de Marketing Tático da John Deere no Brasil que o piloto automático oferece, é a liberação da atenção do operador para cuidar da operação que ele está executando, deixando o direcionamento para a máquina.

Além do mais, todas as operações de campo nas etapas produtivas de preparo de solo, plantio, pulverização e colheita, podem se valer dos benefícios do piloto automático, independentemente do tamanho da operação.

Menezes completa: “Qualquer ganho em eficiência operacional traz também um ganho produtivo e financeiro para o produtor que precisa ser o mais assertivo possível quanto aos fatores que compõem custo operacional e potencial produtivo que estão ao seu controle”.

O piloto automático em tratores é uma realidade, porém a legislação precisa avançar

O piloto automático é uma tecnologia ligada à conectividade rural que está no mercado há aproximadamente 15 anos e que continua avançando. “Esse é um sistema extremamente preciso e confiável, permitindo o planejamento e execução de operações no campo, inclusive com repetibilidade”, indica Maurício de Menezes.

Segundo Menezes, toda essa evolução levou a agricultura a novos patamares contribuindo com a abertura de portas para outras tecnologias. “Com o georreferenciamento presente, os monitores e sensores também começaram a coletar outras informações permitindo a entrada dos mapas de colheita, aplicações a taxa variável, e mais recentemente a telemetria”.

Entretanto, a lei vigente não oferece orientações em relação aos sistemas de piloto automático, uma vez que ele não elimina o operador e nem retira dele a responsabilidade pela operação da máquina.

O piloto automático apenas auxilia, como por exemplo, um sistema ABS de freio nos carros atuais, que ajuda o motorista, mas que não é responsável pela decisão de parada do veículo. O mesmo ocorre com as operações agrícolas.

Sendo assim, Menezes explica que o operador ainda é o responsável pela operação, mesmo com o piloto automático. Ou seja, se quisermos avançar mais, as leis precisam de modernização.

Para o futuro, e considerando os veículos autônomos mais avançados - onde operadores não se fazem necessários - precisaremos entrar em um debate legal, pois a legislação brasileira ainda não está definida para essa circunstância”, finaliza.

 

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro da Agrishow lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar