Agrishow faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

As melhores estratégias de controle de nematoides em lavouras

As melhores estratégias de controle de nematoides em lavouras.png
Nematoides são os maiores inimigos invisíveis de lavouras com bilhões de reais em prejuízos. Isso exige um correto monitoramento e estratégias de manejo.

Nematoides em lavouras! Você já ouviu falar? Eles são considerados os maiores inimigos das lavouras, sendo reconhecidos como uma das maiores ameaças à agricultura de forma geral.

Estes inimigos invisíveis das lavouras têm o potencial de atacar todas as culturas e quase todas as partes da planta, incluindo raízes, caules, folhas, frutos e sementes.

Exatamente por isso, convidamos Bruno Francischelli, e coordenador de marketing da DVA Agro no Brasil e Jorge Mendonça, diretor comercial da Harvest Agro, para falar sobre os nematoides e as melhores estratégias de manejo destes grandes inimigos nas lavouras.

O que são nematoides?

Nematoides são caracterizados como vermes que possuem o corpo cilíndrico, alongado e com extremidades afiladas. Já algumas fêmeas, em certas fases da vida, podem ter o corpo com formato globoso, de pera, limão ou rim.

Eles são seres vivos que vivem na rizosfera, ou seja, na região de contato entre o solo e as raízes da planta. Possuem também um tamanho bastante variado, entre 0,3 a três milímetros de comprimento.

Assim, Francischelli explica que se engana quem pensa que os nematoides são fungos, insetos ou bactérias.

“Os nematoides não são fungos, nem bactérias e também não são insetos. São vermes parasitas com potencial de danos também variáveis; está aí um dos motivos do controle dessa praga ser um dos problemas mais complexos na agricultura”, complementa.

E essa preocupação tem fundamento, pois segundo informações da Sociedade Brasileira de Nematologia (SBN), os nematoides causam prejuízos de R$35 bilhões ao ano para o agronegócio brasileiro.

Essas perdas comprometem a segurança alimentar, exigindo um controle mais efetivo do nematoide, promovendo aumento na oferta de alimentos em escala vertical, sem a necessidade de aumentar área plantada, preservando as reservas florestais.

Principais nematoides que habitam lavouras e prejuízos que podem causar

Entre os principais nematoides que habitam lavouras, Mendonça cita como principais:

Dessa forma, os nematoides causam danos ao sistema radicular das plantas, deformando-o. como resultado a planta terá menor absorção de água e nutrientes e, consequentemente, menor produtividade.

“Os nematoides possuem um estilete bucal que, além de retirar substâncias nutritivas das plantas, injetam substâncias tóxicas no interior da célula. E assim podem geral uma abertura para entrada de outros problemas como fungos e bactérias danosos ao sistema radicular”, explica Francischelli.

Controle de nematoides em lavouras: o que vale a pena adotar?

Pelos intensos prejuízos que podem causar às lavouras, o correto controle de nematoides é uma necessidade recorrente. Porém, para Bruno Francischelli, mais importante do que o controle é o manejo.

“Não podemos falar em controle, necessariamente precisamos falar em manejo. Somente uma solução de controle não irá proporcionar resultados sustentáveis para o agricultor”, recomenda.

Essa opinião é complementada por Mendonça. “Na atualidade o manejo de nematoides compõe um cenário desafiador para a agricultura brasileira, especialmente no bioma cerrado, onde condições de clima e solo são favoráveis ao seu desenvolvimento e proliferação destes microrganismos”.

Diante disso tudo, tanto o coordenador de marketing da DVA Agro quanto o Diretor Comercial da Harvest Agro sugerem como melhores ferramentas de manejo:

  • Realizar análises de monitoramento, conhecendo as espécies e níveis populacionais da sua propriedade;

  • Escolher as variedades e cultivares menos propícios para o desenvolvimento destes microrganismos;

  • Promover a rotação de culturas com plantas não hospedeiras de nematoides com a finalidade de reduzir a população destes microrganismos do solo;

  • Uso de plantas antagonistas capazes de impedir o desenvolvimento de nematoides por meio de inibição de seu crescimento devido à liberação de substâncias tóxicas ao nematoides. "Crotalárias, cravo-de-defunto e mucunas são exemplos de plantas antagonistas que são utilizadas com sucesso no controle de nematoides", recomenda Mendonça; e

  • Adequada nutrição mineral de plantas, pois plantas bem nutridas são mais resistentes a stress, como os causados pelo ataque de nematoides.

No caso do uso de nematicidas, Francischelli explica que existe na agricultura atual uma mudança do que conhecíamos até então. “Somente o uso de nematicidas químicos não atende as nossas necessidades”, salienta.

Por isso, o engenheiro agrônomo recomenda o uso de nematicidas biológicos e uso de extratos de plantas nesse manejo. “Hoje já temos excelentes ferramentas de controle biológico de nematoide, inclusive alguns extratos botânicos vêm ganhando maior relevância no mercado”.

Assim, quando falamos de nematicidas biológicos a recomendação é se utilizar de consórcios de fungos e bactérias de espécies e cepas diferentes, pois são organismos vivos e cada ambiente é diferente do outro, podendo assim recuperar essa microbiota do solo e gerar melhores resultados para o agricultor.

O controle biológico tem como premissa exercer ação restritiva ao desenvolvimento de pragas/doenças agrícolas com o uso de organismos vivos, como vírus, fungos, bactérias e insetos benéficos (predadores/parasitoides).

“A utilização dessa estratégia não só permitirá melhor manejo de nematoides, mas de outros efeitos como melhorar o enraizamento, melhorar a absorção de nutrientes entre outros”, complementa Bruno Francischelli.

Dessa forma, não podemos mais olhar para o controle de nematoides com ferramentas isoladas e sim com manejo sustentável que trata benefícios para toda a agricultura.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar