Agrishow faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Terceirização de máquinas e implementos: todos os passos!

Terceirização de máquinas e implementos todos os passos.jpg
Saiba mais sobre o funcionamento da terceirização de máquinas e implementos agrícolas, que rapidamente ganha espaço no agronegócio brasileiro.

Todo início de safra é a mesma correria. Produtores agrícolas no anseio de plantar uma nova lavoura para aproveitar as condições climáticas favoráveis, sofrem por não ter máquinas e implementos próprios e correm para encontrar uma colheitadeira com vizinhos ou conhecidos, alugando-a de forma totalmente informal.

Neste cenário, por muito tempo, muitas das empresas que trabalham com esse tipo de aluguel nem contrato faziam. Ou seja, movimentavam milhões todo ano, mas faziam isso de forma mal organizada e com quase nenhuma segurança do capital.

Mas nos últimos anos essa informalidade está diminuindo significativamente. Principalmente com o surgimento de empresas que oferecem máquinas e implementos agrícolas de forma terceirizada e formalizada.

Saiba como funciona esse tipo de terceirização e entenda o que diz a lei sobre esse novo negócio que surgiu para ficar.

Terceirização de máquinas e implementos agrícolas: como ela funciona?

A terceirização de máquinas e implementos ganha cada vez mais força no agronegócio brasileiro, trazendo importantes benefícios para todos os elos dessa importante cadeia.

Neste novo modelo de negócio, o produtor ou prestador se cadastra em uma plataforma digital ou entra em contato com a empresa de terceirização, que será responsável por conectar quem precisa e quem oferece a máquina agrícola.

Quando o negócio é fechado, a máquina selecionada segue para o produtor, que pode também ter ou não a presença de um operador.

Assim, diferentemente do aluguel informal de máquinas e implementos, Alexandre Maggioni, Diretor da Vamos Máquinas e Equipamentos, explica que a terceirização é sempre baseada em cima das necessidades do cliente.

A partir dessas necessidades, nossa área de inteligência mapeia quais são os equipamentos disponíveis no mercado que possam atendê-lo da melhor forma”, diz.

Desse cruzamento, Maggioni explica que a Vamos desenvolve um projeto exclusivo para cada cliente, sempre com foco em ajudá-lo a atingir a melhor produtividade.

Gestão terceirizada de máquinas: grande diferencial para produtores

Na atividade agrícola, a gestão da frota própria requer investimento de tempo, recursos e dedicação integral. Com isso, muitas empresas do setor podem deixar de focar em suas atividades principais e comprometendo os resultados de seus negócios.

Por isso, a terceirização destas máquinas e implementos pode representar um grande diferencial. “Decidir pela locação da frota significa reduzir os custos operacionais e aumentar a produtividade e eficiência da empresa agrícola”, completa Maggioni.

O produtor que se interessa pelo aluguel de máquinas agrícolas geralmente tem maior preocupação com a questão financeira da fazenda. Mas, vale citar que o aluguel é também uma solução em momentos de “emergência”, quando há ausência ou o maquinário do produtor não atende o trabalho.

O sistema é semelhante ao da locação de um veículo, mas os produtos oferecidos, ao invés de um carro de passeio, são máquinas, caminhões e equipamentos, com um prazo médio de 60 meses”, explica o diretor da Vamos Máquinas e Equipamentos.

Ele complementa: “Nós locamos as máquinas com as mais avançadas tecnologias para que o cliente possa concentrar seus esforços no que melhor domina, que é a operação”.

Além disso, muitos produtores optam por terceirizar seus manejos por completo, por meio do aluguel de máquinas e implementos e terceirização dos serviços de mão-de-obra humana.

A terceirização possibilita acabar com a ociosidade de máquinas agrícolas

Uma das grandes dificuldades de produtores agrícolas que têm maquinário próprio é fazer com que suas máquinas se tornem menos ociosas em períodos de poucas atividades.

A solução para esses produtores pode ser a sua entrada no mercado de terceirização, dessa vez na área de oferta de suas máquinas.

Com isso, o agricultor que já colheu pode conseguir alugar seu maquinário ou implemento e conseguir monetizar os períodos de ociosidade, gerando uma renda extra, alavancando a modernização e gerando um alívio de caixa bastante interessante.

Ele pode também trabalhar como um prestador de serviço, podendo oferecer seus funcionários para a realização de atividades em outras propriedades.

Neste sentido, Maggioni explica que a manutenção de máquinas e implementos também dependerá de um acordo formal entre o locador e o locatário.

No nosso caso, a manutenção pode ficar a cargo da Vamos ou pode ser responsabilidade do locatário. E isso depende da opção do cliente”. E finaliza: “Nossos planos são flexíveis e podem incluir ou não manutenções preventivas, corretivas, controle de documentação e multas, seguros, assistência 24h. Temos ainda um plano controle que possuí tecnologia avançada de telemetria”.

 

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro da Agrishow lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar