Agrishow faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

shutterstock_722763655.jpg

Reduza desperdício na produção agrícola com blockchain

“Uma rede de Blockchain conecta vários elos da cadeia agrícola, incluindo produtores, cooperativas, tradings e exportadores. Com essa rede, estes profissionais podem realizar transações, como de compra e venda, de maneira confiável”, explica cientista e pesquisador em Blockchain da IBM Brasil, Percival Lucena.

Estima-se que até um terço dos alimentos produzidos anualmente para o consumo humano se perde ou é desperdiçado! Segundo dados e informações da FAO esse volume equivale a cerca de 1,300 bilhões toneladas de alimentos. Por isso, ponderar medidas para reduzir o desperdício na produção agrícola é uma necessidade cada vez mais recorrente!

Pensando nisso, já há iniciativas em curso para criar um ecossistema global na indústria de alimentos proporcionando, a partir da tecnologia de blockchain, a máxima redução do risco e do desperdício na produção agrícola mundial.

Principais riscos que causam desperdício na produção agrícola

Agri_bannerDig_Ingresso1oLote_320x50.png

A agricultura é uma atividade que é fortemente marcada pela dependência dos recursos naturais, do clima e dos processos biológicos. Esta dependência reflete diretamente em muitos riscos que, dependendo da intensidade, podem ocasionar elevado desperdício das culturas e dos alimentos.

Assim, nessa atividade, vários tipos de riscos são passíveis de ocorrer com a produção agrícola, tendo nos riscos climáticos, de pragas, doenças e de queda de preço como os mais importantes.

O que acontece é que muitos destes riscos influenciam também na quantidade e volume de desperdício dos alimentos. Este desperdício pode estar presente em várias etapas da atividade, desde a colheita até o beneficiamento, armazenamento e transporte.

Por isso, gerar o máximo de informação em toda a cadeia de produção de alimentos, via blockchain, vem sendo uma medida adotada por empresas com bastante eficácia, pois irá reduzir os efeitos do risco e consequentemente o desperdício na produção agrícola.

Uma rede de Blockchain conecta vários elos da cadeia agrícola, incluindo produtores, cooperativas, tradings e exportadores. Com essa rede, estes profissionais podem realizar transações, como de compra e venda, de maneira confiável”, explica cientista e pesquisador em Blockchain da IBM Brasil, Percival Lucena.

O compartilhamento de informações na cadeia ajuda também na tomada de decisão quanto ao armazenamento e logística, fatores que contribuem com a diminuição do desperdício.

Ainda de acordo com o pesquisador, os contratos inteligentes executados nesta rede podem depender de fontes de informações externas, conhecidas como Oráculos. “As informações disponibilizadas pelos Oráculos podem oferecer dados sobre riscos climáticos, melhor momento de colheita e riscos de pragas, podendo ser utilizados tanto pelos produtores quanto pela cadeia para a execução do plantio, manutenção, colheita e comercialização de produtos agrícolas”.

Benefícios da cadeia de blockchain na produção de alimentos

Programe-sua-viagem_320x50.png

Muitas vezes a adoção de uma rede de Blockchain é um requisito mandatório de cadeias mais complexas, como no caso de vegetais no Brasil e produtos diversos em vários mercados.

Dessa forma, Lucena explica que a Blockchain torna todo o processo de rastreabilidade muito mais simples, permitindo muitos benefícios, como:

  • Diminui custos deste processo;
  • Protege e garante transparência na localização de cada produto e no desenvolvimento das colheitas;
  • Possibilita e facilita processos de certificação no futuro;
  • Ajuda nos processos de conformidade para mercados importadores que tenham a regulamentação especifica que pode ser provida pela rede de Blockchain.

Além disso, ao gerar produtos rastreáveis e diferenciar produtos sustentáveis, a blockchain ajuda a criar produtos de maior valor agregado, o que beneficia toda a cadeia. “Podemos citar o exemplo dos cafés especiais e produtos orgânicos, que já são rastreados no Blockchain e têm valor agregado maior”, completa o pesquisador.

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro da Agrishow lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar