Agrishow faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Novas soluções em ordenha e os robôs na produção leiteira.jpg

Novas soluções em ordenha e os robôs na produção leiteira

Veja as soluções no uso de robôs para a ordenha de vacas e saiba como essa tecnologia eleva a produtividade e melhora o bem-estar animal. Tradicionalmente, a ordenha das vacas sempre foi associada a uma atividade laboral intensa, mesmo após o surgimento dos sistemas ordenhadores mecânicos. No entanto, a robotização dos sistemas de ordenha tornou o processo mais flexível e menos trabalhoso.

Tradicionalmente, a ordenha das vacas sempre foi associada a uma atividade laboral intensa, mesmo após o surgimento dos sistemas ordenhadores mecânicos. No entanto, a robotização dos sistemas de ordenha tornou o processo mais flexível e menos trabalhoso.

Com o avanço da tecnologia, novas soluções em automação para as atividades relacionadas ao manejo e instalações para vacas leiteiras são desenvolvidas pelas empresas, trazendo benefícios desde a ordenha até a limpeza.

Durante o processo de retirada do leite, os robôs são os responsáveis por medir os vários parâmetros do animal, identificando problemas de forma antecipada e proporcionando mais bem-estar aos animais.

Soluções em ordenha automatizada: o setor está em constante atualização

A pecuária leiteira é economicamente e historicamente muito importante no cenário mundial, pois o leite é um dos principais alimentos consumidos em todo o mundo e, por essa razão, muitas empresas investem pesado em soluções inovadoras de ordenha.

Uma das tecnologias inovadoras e que começa a ganhar espaço são os robôs ordenadores, como os desenvolvidos pela Lely, referência no mundo em soluções em automação.

João Vicente Pedreira, gerente de Vendas para o Brasil da Lely, explica que a empresa está no mercado de ordenha robotizada há mais de 28 anos, mas as melhorias continuam intensas. “Desde o início da nossa empresa fizemos várias atualizações e melhorias tecnológicas, sempre em sintonia com as novas tecnologias mundiais geradas”.

Pedreira explica que recentemente houve uma facilitação da interação do operador com os robôs, assim como tecnologias de leitura de posicionamento de tetos precisas e em qualquer circunstância.

Este equipamento também recebeu o ajuste de design da estrutura, visando maior facilitação do processo de manutenção e diagnóstico”, complementa o gerente da Lely.

Dessa forma, associado à muitas outras tecnologias, a robotização faz com que essa operação seja mais precisa, trazendo conforto no momento de ordenha para a vaca e tranquilidade ao produtor.

Robôs ordenhadores: maior volume de informação e eficiência da ordenha

Vimos que a robotização de ordenhadores está em constante aperfeiçoamento, trazendo grandes avanços dentro da pecuária leiteira. Mas, como, de fato, esse tipo de ordenha traz benefícios ao setor?

A resposta é simples. Os robôs se caracterizam por medir os vários parâmetros do animal quando este está em processo de ordenha. Segundo Pedreira, essas informações são avaliadas e processadas para que o gestor atue quando um animal apresenta alguma anomalia e exemplifica:

Sistemas de medição de atividade do animal, em conjunto com a medição do leite e da frequência de ordenha, podem mostrar ao produtor de maneira prematura que algo está ocorrendo de errado com aquele animal em específico”.

Dessa forma, o programa de trabalho do gestor do rebanho será, por meio das informações obtidas, identificar os animais que estão em exceção, facilitando e contribuindo para o rápido e preciso atendimento.

Além disso, como a ordenha fica à disposição do grupo de vacas no confinamento 24hs por dia, é permitido às vacas recém-paridas serem ordenhadas até 4 vezes ao dia. No terço mediano 3 vezes ao dia e no final 2.

Assim os animais têm menores desafios relativos à saúde de úbere (pois não ficam muito tempo represadas) e saúde do casco (pois não ficam muito tempo em pé)”, complementa Pedreira.

Mais ordenha significa maior produtividade

Os valores de investimento em sistemas de robôs ordenhadores não são baratos, girando na casa dos R$850 a 950 mil, dependendo da tecnologia que o cliente quer. Porém, o gerente de vendas da Lely indica que o investimento pode ser pago pelo aumento da produtividade.

Mais ordenha por dia e por vaca permite que os animais sejam mais produtivos e consequentemente permitem que o produtor consiga pagar o investimento realizado”, diz Pedreira ao explicar que a grande maioria dos sistemas automatizados são instalados em confinamento, seja compost barn ou free stall, onde os animais são manejados com fluxo livre de acesso ao robô de ordenha.

As vacas têm acesso ao robô, alimentação, água e cama para descansar, permitindo que tenham um melhor bem-estar por fazer mais refeições, sejam ordenhadas mais vezes e tenham mais tempo descansando, consequentemente ruminando e produzindo mais leite”, completa Pedreira.

Dessa forma, a automatização da ordenha, associada a outras técnicas, como fornecer a ração no momento da ordenha, proporcionam aumento de produção de leite, permitindo que as melhores vacas aumentem sua produtividade e a melhor relação de kg de leite por kg de concentrado. “A relação pode chegar a 4.5 para 1, sendo que o normal seria 3 ou 2.5 para 1”, explica o gerente da Lely.

Assim, com manejo, genética, boa nutrição e um robô ordenhador se produz com muito mais eficiência, dando sustentabilidade à atividade e longevidade às vacas.

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro da Agrishow lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo webinars, whitepapers e muito mais.

TAG: Pecuária
Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar