Agrishow faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Aplique o Big Data na cultura de algodão em 3 passos

Aplique o Big Data na cultura de algodão em 3 passos

Como de fato implantar tal tecnologia nas lavouras de algodão? A gerente técnica da Taranis Brasil, Franciele Trentini, indica essencialmente três passos importantes.

O primeiro passo indicado pela especialista é fazer o georreferenciamento da lavoura. A partir de então é possível visualizar no mapa todas as anomalias que ameaçam a lavoura, para posteriormente planejar uma ação localizada.

O segundo passo é a capacidade do agricultor em se atentar ao timing da coleta de dados. Esse timing faz referência a qualidade, a capacidade e a quantidade dos dados gerados.

Por fim, o terceiro passo, relatado por Francieli, faz referência ao processamento e análise de todos os dados que deve ser realizada em tempo real. “Isso possibilita que o produtor possa agir de forma eficaz e rápida”, ressalta.

Mas é claro, que para implantar o Big Data, o produtor de algodão deve, necessariamente, ter o acompanhamento de empresas e profissionais qualificados que terão capacidade de programar os sistemas computacionais da forma mais eficiente possível.

Por fim, a gerente técnica afirma que o emprego do Big Data no campo já não é mais uma tendência, e sim uma realidade. “Os dados gerados pelo Big Data são o mais novo insumo para o aumento da produção de nossas lavouras, inclusive a de algodão e serão fundamentais”, finaliza.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar