Agrishow faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Sua plantação rende pouco? O problema pode estar no desequilíbrio de água

Sua plantação rende pouco? O problema pode estar no desequilíbrio de água

Algumas regiões do Brasil costumam enfrentar uma crise hídrica intensa, reduzindo drasticamente o nível dos reservatórios que abastecem as regiões mais necessitadas.

Essa grave situação preocupa também o setor agrícola, já que a maioria das propriedades rurais tem como atividade principal as plantações, que geralmente são bastante exigentes em água.

Para o enfrentamento do problema, o produtor rural precisa criar formas de ofertar quantidade suficiente de água para as culturas e, nesses casos, os sistemas de irrigação podem parecer bastante eficientes.

No entanto, é importante que os projetos de irrigação priorizem o uso racional da água, evitando a falta ou excesso, pois ambos podem causar impactos.

Impactos da falta de água nas plantas

O estresse causado por deficiência de água é determinante em situações de plantas pouco desenvolvidas, que geralmente apresentam desidratação e estatura reduzida.

Segundo Uri Goldstein, diretor comercial da Agrosmart e especialista em irrigação, a falta de água reduz a atividade metabólica da planta, diminuindo a fotossíntese. Isso porque alguns processos relacionados ao processo são totalmente dependentes da água, como é o caso da abertura e fechamento dos estômatos e muitos outros.

Impactos do excesso de água nas plantas

O excesso de água, por sua vez, traz muitos problemas para as plantas. O especialista em irrigação diz que ele diminui a aeração na zona de radicelas, conhecidas como as pequenas raízes que alimentam a planta.

Sem ar, elas acabam morrendo, e a consequência disso é a diminuição da produtividade da planta.

Além disso, o excesso de umidade no solo pode ser muito prejudicial do ponto de vista de saúde da planta, visto que os fungos são microrganismos que preferem ambientes mais úmidos e certamente irão se aproveitar dessa alta umidade.

Informações coletadas junto à equipe da Embrapa Café (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) dão conta que o excesso de chuvas e/ou irrigação pode resultar em erosão do solo (caso o produtor não tenha observado as características edafoclimáticas e, também, do relevo e manejo do solo), além de lixiviação dos nutrientes.

Informação que é complementada por Goldstein, que cita que a irrigação em excesso fará a lavagem dos fertilizantes necessários para as plantas, diminuindo assim o seu efeito.

Gostou do artigo sobre irrigação? Compartilhe em suas redes sociais com seus amigos.

Produtividade do solo brasileiro

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar