Agrishow faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Reflorestamento e restauração no agronegócio: como fazer sem errar?

Reflorestamento e restauração no agronegócio como fazer sem errar.png
Saiba mais sobre a participação de agroindústrias no reflorestamento e restauração florestal e veja dicas para fazer sem erros.

No Brasil, a restauração de florestas já vem acontecendo em várias regiões de seu território, por meio de ações de muitas organizações da sociedade civil. Mas para atingir metas mais ambiciosas de reflorestamento, o agronegócio precisa mostrar seu potencial e promover estratégias e maiores investimentos na área.

Restaurar paisagens e áreas degradadas é essencial para o meio ambiente. São elas as responsáveis por contribuir para mitigar as mudanças climáticas, adaptar sistemas produtivos às novas condições do clima e promover a economia florestal.

Por essa razão, a participação de agroindústrias é fundamental. O interessante é que não faltam ferramentas para ajudar estas empresas no reflorestamento, permitindo que o plantio de florestas represente um negócio mais lucrativo e benéfico ao meio ambiente e às pessoas.

Para conhecer melhor esses benefícios, conversamos com Miguel Calmon, consultor sênior do programa de Florestas do WRI Brasil. Calmon indicará as estratégias para ser mais assertivo no reflorestamento e restauração florestal.

O que é reflorestamento? Por que restaurar áreas degradadas?

Por definição, o reflorestamento é caracterizado como a plantação de árvores nativas ou exóticas em uma área que um dia foi uma floresta. Segundo Calmon, o reflorestamento pode ser feito através do plantio de diversas espécies de árvores nativas para fins de recomposição florestal ou silvicultura de espécies nativas.

O consultor sênior do programa de Florestas do WRI Brasil complementa: “O reflorestamento pode ser também feito através de uma espécie ou em monocultura, como as plantações de exóticas com pinus e eucalipto, realizadas pelas grandes empresas florestais. Pode também ser realizado em plantios mistos com nativas e exóticas”.

Calmon diz que para o mesmo tema é bastante importante usar os termos reflorestamento e restauração. “Estes conceitos refletem melhor a realidade e os compromissos assumidos pelo Brasil no acordo de Paris e outros compromissos internacionais”.

A restauração de áreas degradadas e o reflorestamento são essenciais para resolver dois problemas:

Ao mesmo tempo em que a restauração protege o solo, melhora o clima, a qualidade das águas e protege a biodiversidade, também desenvolve uma economia florestal, permitindo a geração de renda para o produtor rural com a produção de madeira de espécies nativas, de produtos não-madeireiros, como frutas, castanhas e sementes, e combater o desmatamento ilegal.

Agroindústrias são fundamentais para promover o reflorestamento

Com seu grande potencial econômico no âmbito mundial, as empresas agroindustriais têm grande participação na promoção do reflorestamento. Para Calmon, há duas formas em que as agroindústrias podem contribuir neste sentido.

A primeira forma de contribuição de empresas em projetos de reflorestamento e restauração florestal é através do cumprimento do código florestal (lei Nº 12.651 DE 25 DE MAIO DE 2012 para proteção da vegetação nativa).

As empresas também podem contribuir com a restauração e reflorestamento através do uso dessas soluções baseadas na natureza para o cumprimento de suas metas de redução de emissões de gases de efeito estufa das cadeias produtivas ou metas de redução do desmatamento.

Segundo Calmon, o reflorestamento e a restauração florestal também podem trazer muitos benefícios para as agroindústrias que vão além da adequação ambiental à legislação.

Ao promover projetos com esse objetivo, Calmon explica que as agroindústrias terão:

  • Aumento da resiliência dos sistemas de produção aos eventos extremos;
  • Mitigação e adaptação à mudança climática;
  • Aumento da produtividade;
  • Diversificação de renda;
  • Conservação da biodiversidade;
  • Aumento da disponibilidade de água; e
  • Produção de matéria-prima através de produtos madeireiros e não madeireiros.

O reflorestamento e a restauração podem ser um ótimo negócio para as empresas e para sociedade, gerando renda e permitindo ganhos ambientais importantes”, explica Calmon.

Dicas para ser mais assertivo no reflorestamento e restauração florestal

Brasil já conta com sistemas de reflorestamento e restauração florestal reconhecidos internacionalmente por sua eficiência. Mas, mesmo assim, Calmon indica que há algumas dicas e recomendações importantes que precisam ser consideradas.

O consultor sênior do programa de Florestas do WRI Brasil diz que alguns pontos iniciais são fundamentais.

Cabe ao responsável pelo projeto definir com clareza quais são os objetivos esperados para o reflorestamento e restauração, definir a região para o investimento, identificar os parceiros-chave que podem agregar valor, definir os modelos de restauração e reflorestamento mais adequados, desenvolver um bom plano de ação, mobilizar recursos, executar no período mais adequado para evitar perdas no campo e ter um bom programa de monitoramento”.

Calmon explica que o Brasil é com certeza um dos países com muitas iniciativas e projetos de restauração e reflorestamento, seja governamental, setor privado, ONGs ou academia. “É muito importante avaliar e aprender com projetos que já foram implantados na região de interesse do investimento a ser realizado”.

Outro ponto importante citado pelo especialista é otimizar os benefícios da restauração e reflorestamento. “Isso ajudará na mobilização de diversas fontes de recursos para garantir o sucesso do investimento e da estratégia adotada”.

Por fim, análises constantes geram e monitoram cenários da implementação de projetos e estimam seu impacto na região, considerando os potenciais serviços ecossistêmicos promovidos a partir dos plantios florestais, como é o caso da monetização de créditos de carbono.

 

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro da Agrishow lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar