Agrishow faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

O que você precisa saber sobre o manejo sustentável da soja

O que você precisa saber sobre o manejo sustentável da soja.png
Saiba quais são as razões, e os maiores desafios, que fazem do Brasil se orgulhar de apresentar um manejo sustentável da soja.

O Brasil é o maior produtor de soja do mundo, e as projeções indicam que o país manterá essa liderança, com uma produção estimada em 133,7 milhões de toneladas, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Porém, pouca gente sabe que todo esse volume produzido está cada dia mais associado à um manejo sustentável da soja.

Na atualidade temos leis bastante rígidas, mostrando que a soja brasileira é a mais sustentável do mundo, sendo exemplo devido à grande relação entre o manejo sustentável de soja e a preservação do meio ambiente.

Por isso, conduzir o manejo sustentável da soja em território brasileiro deixou de ser um diferencial, passando a ser uma exigência comum entre produtores do país.

Brasil é referência em manejo sustentável da soja, mas é preciso atingir mais produtores

Sojicultores brasileiros são os maiores produtores de soja do mundo, mas se orgulham mesmo da produção mais sustentável, como exemplificam os pesquisadores da Embrapa Soja, Osmar Conte e André Prando.

O Brasil é referência em pesquisa e produção de soja baseada em processos mais sustentáveis. Nossas pesquisas vêm gerando importantes tecnologias, tanto em produtos como em processos que visam aumentar a produtividade, segurança e rentabilidade para o produtor de soja”.

Mas, apesar dos muitos avanços, tanto Conte quando Prando explicam que algumas tecnologias, já consolidadas, precisam ser adotadas por um número ainda maior de produtores.

Segundo eles, o produtor de soja está mais ávido por tecnologias de produtos, adquirindo um insumo, máquina, software ou até serviço, mas para produzir com sustentabilidade é preciso ir além.

Para produzir com maior sustentabilidade, muitas vezes o diferencial está em tecnologias de processo, onde estas permitem produzir de forma otimizada, com base em conhecimento técnico e científico aplicado, que aprimoram a forma de produzir e, portanto, contribuem com a elevação da produtividade e redução de custos”, dizem.

Vivemos realidades diversas, mas alguns pilares podem ser seguidos

No contexto produtivo da soja no Brasil, as realidades são bastante diversas, devido a ampla área cultivada, se aproximando de 38 milhões de hectares em 2021. Logo existe muita heterogeneidade de ambientes e práticas de cultivo da soja no território nacional.

Muitas tecnologias de manejo sustentável da soja são geradas e divulgadas continuamente, mas a adoção delas nem sempre acontece em toda a área produtiva”, complementam os pesquisadores da Embrapa Soja.

Dentre os principais pilares de manejo sustentável da soja que podem ser adotados os pesquisadores citam o sistema de plantio direto, a fixação biológica de nitrogênio, o manejo integrado de pragas, doenças e plantas daninhas e o uso de sementes sustentáveis.

Segundo os pesquisadores, a geração de cultivares de soja mais adaptadas à diversidade de regiões e de produção, assim como com resistência genética aos principais problemas quanto a doenças e nematoides, muito contribui com a sustentabilidade da soja e por isso devem ser adotados.

Outras tecnologias biológicas (insumos biológicos), com surgimento mais recente, têm contribuído muito para o controle de pragas, doenças e até mesmo para a nutrição da cultura. “Aqui podemos citar o uso de controle biológico, onde a oferta de insumos vem crescendo exponencialmente nos últimos anos”, indicam Conte e Prando.

Além disso, o surgimento de novos inoculantes, a base de microrganismos solubilizadores de fósforo, promotores de crescimento radicular ou mesmo fixadores de nitrogênio tem substituído agrotóxicos e fertilizantes minerais com eficácia, reduzindo o impacto destes no ambiente de produção.

Desafios para introdução do manejo sustentável da soja

Apesar das muitas possibilidades, o manejo sustentável da soja ainda enfrenta muitos desafios que precisam ser entendidos e superados por todos os elos da cadeia produtiva.

Neste cenário, os pesquisadores da Embrapa Soja dizem ser preciso que o produtor esteja aberto a mudanças e buscar novos conhecimentos para então entender e passar a utilizar as novas tecnologias de produção sustentável.

O produtor deve ter consciência do que é sustentabilidade e também rentabilidade, pois o uso exagerado de insumos e de forma errônea, drena o lucro do produtor, tanto pelo dispêndio como pela limitação de produtividade”, salientam.

Utilizar as tecnologias recomendadas também requer estudo, acompanhamento e dedicação. “Seguindo esses passos os resultados positivos quanto ao manejo sustentável da soja aparecem e ficam cada vez melhores no médio e longo prazo”, dizem.

O segundo gargalo, segundo dizem os pesquisadores, está na assistência técnica, com o Brasil ainda tendo uma grande parcela de produtores com limitações para buscar informações técnicas e acessar as tecnologias mais sustentáveis, como complementam os pesquisadores da Embrapa.

Devido a escala de produção, pequenos e até médios agricultores não conseguem contratar serviço de assistência técnica. Logo ficam sujeitos a vícios comerciais na compra de insumos e planejamento da produção de soja, assim como uso de tecnologias obsoletas que limitam a produtividade e comprometem a sustentabilidade”.

Dicas para tornar o manejo da soja mais sustentável

De fato, a assistência técnica tem um papel extremamente relevante, pois encurta o caminho entre a pesquisa e o produtor, fazendo com que as novas tecnologias geradas, que trazem melhor manejo sustentável da soja, possam chegar até o campo. Logo nesse processo não pode haver vícios e tendenciosíssimos.

Dessa forma, para tornar o manejo sustentável da soja, o produtor deve:

  • Acompanhar e utilizar inovações tecnológicas;
  • Manter um diálogo com a assistência técnica, buscando tecnologias que resultem em maior sustentabilidade;
  • Investir em capacitação profissional dos trabalhadores;
  • Dispor de assistência técnica de qualidade, com apoio de profissional idôneo, comprometido e que traga até o produtor novas tecnologias aliadas a produtividade e sustentabilidade.

Por fim, os pesquisadores da Embrapa Soja ressaltam que o produtor deve ser um divulgador e multiplicador de boas práticas agrícolas. “Quanto mais produtores agirem dessa forma, melhor serão os resultados quanto ao manejo sustentável da soja brasileira”, finaliza.

 

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro da Agrishow lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar