Agrishow faz parte da divisão divisionName da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Diversificação de produto a partir da cultura de peixe amplia faturamento

Diversificação de produto a partir da cultura de peixe amplia faturamento

Uma comunidade de 40 piscicultores cearenses do município de Jaguaretama, a 241 quilômetros da capital Fortaleza, está comercializando óleo de vísceras de tilápias para a Petrobras, para a produção de biodiesel. A ação resulta da recente regulamentação que inclui materiais de origem animal na produção de biodiesel e que insere mais produtores familiares nos arranjos do Selo Combustível Social. Isso mostra que é possível abrir novos caminhos no agronegócio e entregar novos tipos de produto a partir de uma mesma cultura.

A cada três meses, a cooperativa comercializa 15 mil litros de óleo residual de peixe – material que antes era descartado pelos produtores -, cujo valor bruto do litro é de R$ 2,20. Os resíduos são processados em caldeiras e encaminhados para a usina da Petrobras, em Quixadá (CE), onde é transformado em combustível. Estima-se ainda que com implantação de uma máquina desenvolvida pela UFC (Universidade Federal do Ceará), resultado de convênio entre Petrobras e Governo do Estado, seja possível processar 120 quilos de vísceras por hora.

Duas características do óleo têm chamado a atenção de pesquisadores e produtores: seu rendimento e sua capacidade de limpeza de equipamentos. De acordo com engenheiro de processamento da Unidade de Biodiesel da Petrobras de Quixadá, Antônio Carlos Almeida, na unidade de produção de biodiesel o uso do óleo manteve os mesmos rendimentos esperados para a soja: um quilo de óleo para a produção de um quilo de biodiesel.

Subprodutos, como a glicerina e o ácido graxo gerados na produção do biodiesel e no refino também não apresentaram nenhuma dificuldade na comercialização. Sobre a limpeza dos equipamentos como trocadores de calor e tubulações, Almeida explica que foi constatada melhoria na eficiência operacional o que possibilitou o adiamento nas paradas para a limpeza na unidade.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar