Tecnologia

Compra ou aluguel de drones: o que mais vale a pena?

Os drones estão cada vez mais comuns na agricultura. Hoje em dia, lavouras são gerenciadas por cima com o apoio deles. Assim, mais cedo ou mais tarde você usará algum. Mas fica aquela pergunta: é melhor fazer a compra ou aluguel de drones?

O mercado de drones está crescendo rapidamente, com diversas opções e variações bastante significativas quanto à funcionalidade e ao preço. E com o crescimento do mercado de drones, cresce também o mercado da prestação de serviços, que está se consolidando e crescendo na mesma proporção.

Na agricultura: qual a função dos drones?

No campo, os drones são utilizados para obtenção de dados precisos da propriedade, como explica o CEO da Horus Aeronaves, Fabricio Hertz, “os drones atuam como uma espécie de ‘scanner’, realizando todo o diagnóstico da área mapeada”.

Hertz complementa: “As informações obtidas vão desde a topografia convencional como medição de áreas, relevo e distâncias, até índices para diagnóstico da saúde da vegetação, quantificação de indivíduos, identificação de linhas e falhas de plantio, até a integração com maquinário agrícola”.

Os voos para obtenção dessas informações podem ser realizados durante toda a safra, garantindo monitoramento constante da evolução do plantio.

Além disso, todas as informações coletadas por drones podem ser utilizadas em diferentes tipos de safras, caso da cana-de-açúcar, soja, arroz, pastagem, citros e muito mais…

Pequenos e médios produtores devem fazer a compra ou aluguel de drones?

Pequenos e médios produtores podem tanto comprar quanto alugar um drone. Hertz diz que há vantagens e desvantagens quanto a compra ou aluguel de drones:

Ao comprar um drone o agricultor tem uma grande tendência a ter um custo reduzido por voo, sendo assim, com a recorrência nas aplicações ao longo da safra o custo de investimento tem um retorno rápido”.

Entretanto, ele ressalta que ainda há um complicador em ter o equipamento próprio: “a questão de análise e processamento de dados ainda é difícil e precisa ser ponderada na escolha”, diz.

Porém, ele mesmo indica que já existem sistemas como o MAPPA, desenvolvido pela Horus, que se encarregam da tarefa de analisar dados e facilitam essa atividade para o agricultor.

Por outro lado, há a possibilidade de contratar um serviço com aluguel de drone.

Nesse caso, o produtor não precisa se ocupar com a parte operacional e de análise de dados, sendo essa a maior vantagem da terceirização. Porém, Hertz ressalta que o custo por voo é geralmente maior do que o custo para quem tem o seu próprio equipamento.

Em suma, ter o equipamento proporciona um custo inferior em monitoramento com o passar do tempo. Alugar o drone proporciona um menor envolvimento com a parte operacional e de análise de dados”, diz Hertz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *