Tendências

3 vantagens de ter um rebanho de carne orgânica

Certamente você já consumiu produtos orgânicos como verduras, frutas e legumes, todos sem agrotóxicos e produzidos de forma mais natural possível. Mas você sabia que hoje em dia é possível produzir carne bovina também de forma orgânica?

O mercado de carne orgânica no Brasil ainda é pequeno e os benefícios do consumo dela ainda não são muito conhecidos pelo grande público. Porém, as coisas estão mudando e a opção de oferta de carnes orgânicas vem aos poucos se popularizando no país.

Todo produto orgânico – em especial as carnes – se bem produzido pode oferecer um grande diferencial para a saúde humana, animal e também para o planeta. A tendência é que esse mercado seja melhor explorado nos próximos anos.

Mas como um pecuarista tradicional e conservador consegue ter um rebanho bovino para oferecer carne orgânica? Para responder essa pergunta, conversamos com Urbano Gomes Pinto de Abreu, pesquisador da Embrapa Pantanal, que nos contou tudo sobre a nova tendência de proteína animal. Vale a leitura.

Carne orgânica: seguindo a risca o tripé da sustentabilidade

Você já ouviu falar sobre o tripé da sustentabilidade? Esse é um termo que está bastante em pauta no atual contexto da agropecuária mundial. Para que uma carne seja orgânica, ela precisa ser produzida a partir de um sistema produtivo ambientalmente correto, que considere a justiça social e, claro, seja economicamente viável para a cadeia produtiva.

Segundo Urbano Abreu, para oferecer carne orgânica o rebanho deve ser composto de animais rastreados, sendo que o pecuarista deve seguir um conjunto de normas e procedimentos ditados pelo Ministério da Agricultura.

O sistema de produção deve ter manejo ambientalmente correto, que respeite a legislação trabalhista, preservando o solo. Além disso, deve buscar eficiência no uso de recursos naturais como a água, oferecendo conforto e bem-estar aos animais.

Além do mais, o sistema deve sempre estar aberto para receber as auditorias das certificadoras que regularmente visitam as propriedades para checar todos os processos do manejo do gado e de diferentes aspectos da propriedade rural.

Vantagens em ter um rebanho voltado à produção de carne orgânica

Para o pesquisador da Embrapa, 3 são os principais pontos que o pecuarista poderá alcançar se conseguir produzir rebanhos produtores de carne orgânica:

1. Maior preço pago pela arroba de bovino orgânico. Por ser devidamente certificada, a carne orgânica recebe maior valoração quando comparada com a carne produzida de forma tradicional. “Há um prêmio de 10 a 18% a mais em relação ao preço da arroba do mercado”, garante Urbano;

2.  Facilidade de acesso a mercados mais exigentes. Estes mercados buscam carnes completamente isentas de resíduos químicos, pois ela deve ser produzida da maneira natural, com os animais sendo tratados com medicamentos fitoterápicos e homeopáticos, estando devidamente vacinados e alimentados com pastos isentos de agrotóxicos.

3. Grande aderência aos consumidores com perfil de consumo mais consciente.

Agora que você conheceu os princípios do mercado de carnes orgânicas no Brasil,  compartilhe este artigo e apresente este mercado aos seus amigos nas redes sociais!

Pecuária intensiva

 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *