Gestão

Avaliação técnica de máquinas agrícolas: como e porque fazer?

Em um período entressafra agrícola há menor utilização de máquinas agrícolas na fazenda. Portanto este é um momento ideal para fazer uma avaliação do funcionamento das mesmas, com consequente correção dos problemas existentes, deixando-as prontas para a próxima necessidade.

Qualquer máquina parada por defeito ou falha significará horas perdidas com consequente atraso no manejo. E também significará gasto extra com consertos e trocas de peças. Para reduzir a frequência de falhas, é fundamental que todo produtor agrícola realize uma eficiente avaliação técnica de suas máquinas agrícolas, que inclui as manutenções programadas e recomendadas pelo fabricante.

Recomenda-se revisar desde arados e grades até os tratores. Para essa revisão, a fazenda pode utilizar seus funcionários com capacidade técnica na área de mecânica, ou terceirizar este serviço, que pode inclusive ser feito na propriedade.

Para que sempre estejam aptas para trabalhar no campo, todas as máquinas agrícolas devem passar por manutenções programadas, que irão garantir que pequenos defeitos ou problemas não danifiquem seriamente a máquina no futuro. Neste sentido, algumas empresas oferecem alguns tipos de planos de manutenção, que possibilitam ao empresário rural escolher aquele mais adequado para a sua máquina e, também, para o seu bolso.

O gerente de Pós-Vendas da Case IH, Jean Freitas, comenta que esse tipo de serviço visa aumentar a disponibilidade e o rendimento das máquinas agrícolas. “Com o pagamento de um valor fixo mensal, o produtor garante todas as intervenções preventivas em seus equipamentos. Este plano de manutenção é contratado direto com a fábrica e executado pelo concessionário e permite ao produtor saber como está o desempenho do seu equipamento”, ressalta.

Avaliações diárias também são fundamentais

Além da realização de todas as manutenções preventivas também é fundamental que sejam realizadas avaliações e checagens diárias de todo o maquinário. Neste sentido, é recomendado que o produtor treine o operador para fazer checagens e avaliações diárias de componentes importantes da máquina agrícola e, ao sinal de algum problema, recomenda-se chamar um técnico especializado.

Essa checagem diária deve envolver todos os componentes da máquina, como os filtros de ar e de combustível, bombas hidráulicas e da cabine, correias, pneus e rodas, sempre levando em consideração as horas trabalhadas, tipo de solo e atividade realizada pelo equipamento.

De qualquer forma, o atendimento das recomendações do fabricante, além do treinamento do operador quanto às avaliações diárias dos componentes que interferem no funcionamento dos equipamentos, já são ótimas práticas a serem adotadas para manter as máquinas em boas condições, contribuindo, desta forma, para a maior produtividade no campo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *